MUSEU DE ARTE DE BRASÍLIA ESTÁ AOS CACOS E NÃO DÁ SINAIS CONCRETOS DE QUE O ESPAÇO SERÁ RECUPERADO

MAB

Correio Brasiliense – Lúcio Flávio/Nahima Maciel

“À primeira vista, o aspecto é desolador. Cercado por mato e com a pintura laranja e azul-anil desbotada, o Museu de Arte de Brasília, o principal espaço do gênero construído na cidade, em 1985, mais parece um monstro combalido pelos estragos do tempo. Interditado há dois anos, o lugar, localizado no Setor de Clubes Norte, já foi um dos importantes cenários da arte contemporânea da capital. Hoje, o estado de penúria do local é grande, com infiltrações por toda parte, janelas quebradas e paredes descascadas. Os banheiros não têm portas e a ferrugem é companheira do forte cheiro de mofo sentido no ar. A situação é tão crítica que o próprio Ministério Público mandou interditar o museu em 2007.

“A questão do MAB hoje envolve duas coisas que estão sendo trabalhadas paralelamente. Uma é a organização do acervo, a outra diz respeito à reforma que a gente fica sem saber o que vai acontecer. Num encontro casual com o governador,…” (Leia mais)

Tags: , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: