Archive for 3 de novembro de 2009

COMO SE TORNAR VOLUNTÁRIO

03/11/2009

como se torna voluntario

“HÁ UM CONTINGENTE ENORME DE PESSOAS PRATICANDO O BEM NO PAÍS. ESTIMA-SE QUE 25 MILHÕES DE BRASILEIROS DOEM DINHEIRO OU TEMPO – OU AMBOS – A INSTITUIÇÕES
DE CARÁTER BENEFICENTE”

Planeta Sustentável – Anna Paula Buchalla

“Esse número vem crescendo a cada ano, graças à conscientização de que, como o país é a sociedade, e não o governo, cabe aos cidadãos, em boa medida, tentar mudar a paisagem de pobreza e desmandos que nos cerca. Nesse universo, a fatia que mais aumenta é a de quem dedica algumas horas por semana ao voluntariado. É um trabalho que causa grande satisfação pessoal e possibilita um controle maior sobre a atuação da instituição escolhida. “Muita gente acha que pode doar uma horinha aqui e outra ali. Mas o trabalho voluntário requer regularidade”, diz Vera Lúcia Monari, presidente da Rede Feminina de Combate ao Câncer. A seguir, VEJA mostra o que se exige de um voluntário em dez organizações de grande credibilidade, numa seleção feita com a ajuda de especialistas…” (Leia mais e comente a matéria)

Anúncios

REABILITAÇÃO DE JOVENS COM CÃES DE RUA

03/11/2009

cao e menina

Seleções – Cathy Free

“O labrador Spiker só tem 1 ano, mas quase chegou ao corredor da morte. Abandonado pelos donos, foi parar em um abrigo de animais cuja política era sacrificar os cães que ninguém adotasse. Agora, no entanto, recebeu outra chance.

“Vamos, Spiker. Você consegue”, insiste a treinadora.

Spiker, mestiço de labrador com pointer alemão de pelo curto, fita a moça, perplexo. Então se lembra: da última vez que obedeceu a Marcy, um biscoito surgiu num passe de mágica. Lentamente, levanta a pata direita. “Bom menino”, diz Marcy, despenteando a pelagem malhada do cão e lhe oferecendo a guloseima.

Spiker está mudando a vida de Marcy, da mesma forma que Marcy vem mudando a dele. A moça de 18 anos mora há nove meses no Centro Infantil de Echo Glen, instituição correcional para jovens em Snoqualmie, Estado americano de Washington. Enquanto está lá, participa do programa Conexões Caninas, que reúne cães abandonados e menores encarcerados…” (Leia mais e comente a matéria)