Archive for dezembro \07\UTC 2009

CENTRO DE VALORIZAÇÃO DA VIDA COMPLETA 30 ANOS

07/12/2009

“ATENDIMENTOS FEITOS NO DISTRITO FEDERAL REVELAM QUE A MAIORIA SOFRE COM A SOLIDÃO”

Correio Brasiliense – Naira Trindade

“Angústia, tristeza, estresse. A depressão causada pela morte de um ente querido ou o cansaço de um dia inteiro de trabalho. A solidão ao chegar em um apartamento vazio, onde a única companhia, é a voz que ressoa da televisão. A perda do emprego, uma inevitável discussão com o chefe ou a conta bancária no vermelho. Qualquer sinal de desespero pode ser minimizado com um simples telefonema ao Centro de Valorização da Vida (CVV). Em comemoração às três décadas de apoio no Distrito Federal, a instituição que se mantém apenas com a ajuda de voluntários plantou nesta semana 30 mudas de ipês brancos e amarelos no Instituto de Saúde Mental do Riacho Fundo.

Sentado num pequeno sofá azul em uma salinha modesta na sede do Centro, no edifício Brasília Rádio Center, na Asa Norte, o voluntário Rúbio*, 42 anos, doa quatro horas por semana, à noite, para ajudar pessoas com um diálogo amigável e receptivo. Em conversas na qual não dá conselhos, mas busca fazer com que a pessoa encontre sozinha a solução para o problema que a aflige, ele ouve atentamente cada caso. “Ao falarem das dificuldades, as pessoas pensam melhor sobre o que está acontecendo e, sozinhas, se deparam com a solução”, analisa o voluntário , que está no CVV há 20 anos.

O sigilo profissional o impede de descrever os casos ouvidos, mas ele conta que já ajudou nas mais complicadas situações, como impedir pessoas de cometerem suicídio. Das cerca de 1,8 mil ligações…” (Leia e comente)

Anúncios

ARRUDA, O SANTO

07/12/2009

Vi o Mundo – Luiz Carlos Azenha

Em baixa depois do mensalão, o governador José Arruda (DF) já foi muito festejado. Em 2008, foi editado o livro “Brasília: Preservação e Legalidade. Desafios do Governo”.

A orelha da publicação é recheada de elogios:

1. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso: “Pela boa administração que exerce no DF, José Roberto Arruda é hoje uma das principais lideranças do cenário político nacional”.

2. O líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM): “Arruda serve para ser candidato a presidente da República pelo Democratas”.

3. O senador Álvaro Dias (PSDB-PR): “Arruda não fez barganha. Não instalou um balcão de negócios para oferecer a este ou àquele partido”. Que coisa!

4. O senador Heráclito Fortes, senador (DEM-PI): “Parabenizo o governador José Roberto Arruda por suas ações moralizadoras” –

Arruda espera a solidariedade deles nessa hora dificil.

As informações são do Ilimar Franco, n´O Globo. (Leia e comente)

O MENINO QUE DOMOU O VENTO

07/12/2009

“COM DOIS LIVROS DE FÍSICA ELEMENTAR, UM MONTE DE LIXO E A ENERGIA EÓLICA, JOVEM ABASTECE LÂMPADAS E CELULARES EM SUA VILA NO INTERIOR DA ÁFRICA”

Galileu – Ricardo Santos /foto: Tom Rielly

“Escondido entre Zâmbia,Tanzânia e Moçambique, o Malauí é um país ruralcom15 milhões de habitantes. A três horas de carro da capital Lilongwe, a vila de Wimbe vê um garoto de 14 anos juntando entulho e madeira perto de casa. Até aí, novidade nenhuma para os moradores. A aparente brincadeira fica séria quando, dois meses depois, o menino ergue uma torre de cinco metros de altura. Roda de bicicleta, peças de trator e canos de plástico se conectam no alto da estrutura e, de repente, o vento gira as pás. Ele conecta um fio, e uma lâmpada é acesa. O menino acaba de criar eletricidade.

O menino e a importância de suas descobertas cresceram. William Kamkwamba, agora com 22 anos, já foi convidado para talk shows, deu palestras no Fórum Econômico Mundial, tem site oficial, uma autobiografia – The Boy Who Harnessed the Wind (O Menino que Domou o Vento, ainda inédito no Brasil) – e um documentário a caminho. O pontapé de tamanho sucesso se deve a uma junção de miséria, dedicação, senso de oportunidade e uma oferta generosa de lixo…” (Leia e comente)

Entrevista com William Kamkwamba.

BRAZIL CAMINHA PARA SE TORNAR ‘PETROPOTÊNCIA’, DIZ ‘WASHINGTON POST’

07/12/2009

UMA REPORTAGEM PUBLICADA NESTA SEGUNDA-FEIRA NO JORNAL AMERICANO WASHINGTON POST AFIRMA QUE O BRASIL SE ENCAMINHA PARA SE TORNAR UMA “PETROPOTÊNCIA”.

BBC Brasil

“Intitulado “Brasil se prepara para extração maciça de petróleo”, o artigo faz, no entanto, a ressalva de que os desafios envolvendo o desenvolvimento do pré-sal são tão gigantescos quanto a tarefa em si.

“Tudo neste estaleiro é colossal”, escreve o repórter, durante uma visita a uma das infraestruturas da Petrobras em Angra dos Reis, no Estado do Rio de Janeiro. “Os 4 mil trabalhadores, os bilhões aplicados em custos de capital, as plataformas com altura de um prédio de dez andares inconclusas.”

“Assim também é o desafio que enfrenta a estatal brasileira de energia, a Petrobras: desenvolver um grupo de campos de petróleo recém-descobertos em mar profundo que, segundo analistas de energia, catapultarão o país para o ranking das petropotências.”

A reportagem cita estimativas da Petrobras, de que o país poderia chegar a 2020 com uma produção de 3,9 milhões de barris de petróleo por dia, praticamente o dobro do volume de 2 milhões de barris atualmente…” (Leia e comente)

A PACIÊNCIA

07/12/2009

“A dor é uma bênção que Deus envia a seus eleitos; não vos aflijais, pois, quando sofrerdes; antes, bendizei de Deus onipotente que, pela dor, neste mundo, vos marcou para a glória no céu.

Sede pacientes. A paciência também é uma caridade e deveis praticar a lei de caridade ensinada pelo Cristo, enviado de Deus. A caridade que consiste na esmola dada aos pobres é a mais fácil de todas. Outra há, porém, muito mais penosa e, conseguintemente, muito mais meritória: a de perdoarmos aos que Deus colocou em nosso caminho para serem instrumentos do nosso sofrer e para nos porem à prova a paciência…” (Leia e comente)

HUMANIZAR E “HUMORIZAR”

04/12/2009

Revista Vencer – Leila Navarro

“Nós, seres humanos, somos mesmo criaturas interessantes.  Inventamos máquinas para que elas fizessem o trabalho pesado e repetitivo – assim, poderíamos ficar livres para nos ocupar de coisas mais humanas como criar, descobrir, nos desenvolver e desfrutar a vida. Curiosamente, em vez de focar o que nos humaniza, acabamos nos maquinizando. Em nossa sociedade moderna e altamente tecnológica, nos obrigamos a ter elevado desempenho, ser altamente produtivos, não falhar nunca e não parar jamais. Levamos tudo isso tão a sério que mal deixamos espaço para a espontaneidade e o bom humor em nossa vida, tornando-a sisuda e dramática.

A realidade que criamos nos desumaniza e “desumoriza”. A todo instante estamos dizendo a nós mesmos coisas como: “A vida é dura. Preciso ser competitivo. Poucos conseguem chegar lá. É preciso lutar para ser feliz”. São pensamentos desse tipo que povoam o inconsciente coletivo, passando de pessoa para pessoa e de geração em geração, e se estabelecem como verdades imutáveis. Ah, lembrei de mais um: “É preciso sofrer na Terra para merecer o Paraíso”.

Mas será mesmo isso que desejamos para nós? Não! O que queremos verdadeiramente é liberdade, satisfação, criatividade, prosperidade e prazer. Queremos ser felizes, e não só em uns poucos momentos da vida, mas a vida toda! Só que não acreditamos que isso seja possível. Seria “bom demais para ser verdade”, certo?…” (Leia e comente)

OS FALSOS PROFETAS

03/12/2009

“Se vos disserem: “O Cristo está aqui”, não vades; ao contrário, tende-vos em guarda, porquanto numerosos serão os falsos profetas. Não vedes que as folhas da figueira começam a branquear; não vedes os seus múltiplos rebentos aguardando a época da floração; e não vos disse o Cristo: Conhece-se a árvore pelo fruto? Se, pois, são amargos os frutos, já sabeis que má é a árvore; se, porém, são doces e saudáveis, direis: “Nada que seja puro pode provir de fonte má.”

É assim, meus irmãos, que deveis julgar; são as obras que deveis examinar. Se os que se dizem investidos de poder divino revelam sinais de uma missão de natureza elevada, isto é, se possuem no mais alto grau as virtudes cristãs e eternas: a caridade, o amor, a indulgência, a bondade que concilia os corações; se, em apoio das palavras, apresentam os atos, podereis então dizer: Estes são realmente enviados de Deus.

Desconfiai, porém, das palavras melífluas, desconfiai dos escribas e dos fariseus que oram nas praças públicas, vestidos de longas túnicas. Desconfiai dos que pretendem ter o monopólio da verdade!…” (Leia e comente)

ORACAO DA PROPINA DURVAL,
BRUNELLI E LEONARDO PRUDENTE


EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA VALE A PENA?

02/12/2009

“DE 2000 PARA CÁ, A CHAMADA EAD CRESCEU 45.000% EM NÚMEROS DE ALUNOS NO PAÍS. MUITA GENTE, NO ENTANTO, AINDA FICA DE PÉ ATRÁS COM QUEM TIROU DIPLOMA DE PEDAGOGIA OU LICENCIATURA NESSA MODALIDADE DE ENSINO. PARA AVALIAR SE ISSO É PURO PRECONCEITO, VEJA O QUE É MITO E VERDADE NESSA ÁREA”

Nova Escola – Ana Rita Martins e Anderson Moço

“Para quem mora longe de uma universidade ou não pode ir à aula todos os dias, a Educação a distância (EAD) parece ideal. Por isso, ela tem conquistado tanto espaço. Em 2000, 13 cursos superiores reuniam 1.758 alunos. Em 2008, havia 1.752 cursos de graduação e pós-graduação lato sensu com 786.718 matriculados, segundo a Associação Brasileira de Educação a Distância (Abed). A modalidade de ensino usa ambientes virtuais, chats, fóruns e e-mails para unir professores e turmas. Assim, quem é de Ribeirão Cascalheiras, a 900 quilômetros de Cuiabá, por exemplo, pode se formar em Pedagogia pela Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT), que mantém um polo na cidade.

As experiências no ensino a distância por aqui começaram no início do século 20, com cursos profissionalizantes por carta, rádio e, mais tarde, pela TV. Só com a internet e a banda larga, eles se tornaram viáveis na graduação e na pós.

Apenas recentemente começamos a apostar na EAD como uma saída para suprir a demanda por formação superior no país. Criada em 2005, a Universidade Aberta do Brasil (UAB) tem como prioridade a formação inicial de professores da Educação Básica pública, além de formação continuada aos graduados. Por meio de parcerias entre 38 universidades federais, a UAB oferece 92 opções de extensão, graduação e pós-graduação…” (Leia e comente)

A HISTÓRIA COMESTÍVEL DA HUMANIDADE

02/12/2009

“NO LIVRO DO JORNALISTA INGLÊS, QUEM DETERMINA OS RUMOS DA CIVILIZAÇÃO MODERNA SÃO OS ALIMENTOS”

Época – Marcela Buscato

“O jornalista Tom Standage, editor de negócios da revista inglesa The Economist, uma das mais influentes do mundo, diz ter o hábito de escrever seus artigos com o auxílio de duas invenções que mudaram a humanidade. Uma é seu computador moderno. A outra, menos óbvia, é o chá – uma bebida milenar do Oriente que deu energia aos operários ingleses durante a Revolução Industrial, no século XVIII. “Os alimentos são como uma janela para o passado”, afirma. Em seu novo livro, An edible history of humanity (Uma história comestível da humanidade, sem edição no Brasil), ele usa a comida para contar a história da sociedade. Sua tese: os alimentos determinaram a civilização moderna. “Eu vejo o dedo da comida na aparência do mundo hoje.” (Leia e comente)

SEJA OTIMISTA E VIVA MAIS

02/12/2009

“TUDO É UMA QUESTÃO DE PONTO DE VISTA. O FATO É QUE ENCARAR A VIDA DE MANEIRA POSITIVA E ENXERGAR AS DIFICULDADES COMO DESAFIOS GARANTE MAIS SAÚDE E LONGEVIDADE, SEGUNDO
NOVAS EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS”

Saúde É Vital – Adriana Toledo

“Ser otimista é acreditar que o futuro reserva boas perspectivas e que é sempre possível encontrar uma solução para as adversidades. Na literatura, esse comportamento é representado — embora de maneira um tanto caricata — por célebres personagens, como Pollyanna, da escritora americana Eleanor Porter (1868-1920), e Cândido, do filósofo francês Voltaire (1694-1778). Eles têm em comum uma trajetória marcada por dificuldades e acontecimentos trágicos, que ambos enfrentam sem nunca perder a esperança de dias melhores.

Na vida real, é possível ser otimista sem tirar os pés do chão. “Para isso, é preciso analisar cenários, avaliar riscos e buscar saídas para um desfecho positivo, sem desanimar diante de obstáculos”, ensina a psicóloga Mirlene Siqueira, que estuda o assunto na Universidade Metodista de São Paulo. E acredite: olhar a vida por esse prisma não só promove bem-estar mental como faz um bem danado ao corpo. A conclusão é de pesquisadores da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, que acompanharam quase 100 mil mulheres durante oito anos…” (Leia e comente)