Archive for março \31\UTC 2010

EUA ANUNCIAM US$ 1,15 BILHÃO EM AJUDA PARA A RECONSTRUÇÃO DO HAITI

31/03/2010

Correio Brasiliense

“A secretária de Estado americana Hillary Clinton anunciou nesta quarta-feira uma ajuda de 1,15 bilhão de dólares para a reconstrução de Haiti depois do terremoto de janeiro passado.

“Os Estados Unidos se comprometem com 1,15 bilhão de dólares para a recuperação e a reconstrução do Haiti a longo prazo”, afirmou Hillary ante os participantes na conferência de doadores em Nova York.

“Este dinheiro se destinará ao plano do governo haitiano nas áreas de agricultura, energia, saúde, segurança e governabilidade”, acrescentou Clinton.

Ao inaugurar o encontro, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu o financiamento de um “futuro melhor” para o Haiti…” (Leia e comente)

ESPECIAL MEIO AMBIENTE

30/03/2010

Nova Escola

“Aqui reunimos as principais reportagens e planos de aula sobre temas ligados a questões ambientais como aquecimento global, despoluição dos rios, espécies em extinção, preservação da natureza e cultivo de plantas… (Leia e comente)

SEMANA DOS LIVROS

29/03/2010

PROJETO DISPONIBILIZA GRATUITAMENTE OBRAS DE COLEÇÃO HISTÓRICA SOBRE A ECONOMIA, A POLÍTICA
E A NATUREZA DO BRASIL

Ciência Hoje On-line – Sofia Moutinho

“Semana de novidades de leitura na rede. Noticiamos que a Editora Unesp disponibilizou dezenas de livros para baixar de modo gratuito. Falamos também da USP e de seu selo editorial Brasiliana: a universidade pôs no ar o conteúdo de periódicos históricos, todos digitalizados e, também, a preço zero.

Agora, descobrimos uma ação homônima da iniciativa da editora da USP. Uma boa notícia para quem se interessa por livros raros e pela história do Brasil. Está disponível on-line a Coleção Brasiliana, que reúne obras de autores brasileiros e estrangeiros que retrataram o país nos campos da história, sociologia, economia, antropologia e história natural, da época colonial à década de 1990…” (Leia e comente)

ÁGUA MINERAL DE GARRAFA: OS PERIGOS DA CONTAMINAÇÃO

29/03/2010

OS RISCOS DA ÁGUA PURA QUE BEBEMOS.

Seleções – Tatiana Rocha

“A água mineral engarrafada é a bebida cujo consumo mais cresce no mundo. A água mineral é refrescante, sem calorias, fácil de carregar, mais saborosa que algumas águas de filtros comuns e muito mais saudável que os refrigerantes. Dados da Associação Internacional de Águas Engarrafadas revelam que a demanda brasileira pelas águas engarrafadas cresce mais de 7% ao ano. E o Brasil já é o 4º maior mercado, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, do México e da China. No entanto, cada vez mais gente se pergunta se a água mineral e a embalagem em que ela é vendida são seguras ou, ao menos, mais seguras do que a água do filtro – e se tal conveniência vale o impacto ambiental.

O que há na garrafa de água mineral?

Nomes e rótulos atraentes e que evocam paisagens imaculadas nos convenceram de que a água mineral é a bebida mais pura do mundo. “Mas ninguém deve pensar que a água engarrafada é mais regulamentada, protegida ou segura do que a água da torneira”, afirma Margaretha van Weerelt, chefe do Laboratório de Microbiologia Aquática do Instituto de Biologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) . “As agências concessionárias são obrigadas a entregar em sua casa água apropriada para o consumo”, diz…” (Leia e comente)

JOVENS DE BRASÍLIA CONCORDAM PARCIALMENTE COM A APLICAÇÃO DA LEI SECA

25/03/2010

É O QUE REVELA UMA PESQUISA DO DENTRAN, QUE MOSTRA,
AINDA, O POUCO USO DO EQUIPAMENTO
DE SEGURANÇA NO BANCO DE TRÁS

Correio Brasiliense – Adriana Bernardes

“O jovem raramente usa o cinto de segurança no banco traseiro. E, apesar de 88,5% concordarem com a proibição de dirigir alcoolizado, mais da metade deles, 55%, não se importam de pegar carona com o amigo que bebeu antes de pegar o volante. Os dados são da pesquisa A balada, o carona e a lei seca, do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), feita com jovens de seis capitais brasileiras, entre elas Brasília.

De acordo com o estudo, a contradição entre o que os futuros motoristas pensam da lei seca e o que fazem na prática revela a incapacidade dos jovens de intervir em uma situação com a qual não concordam. Os pesquisadores ouviram 868 adolescentes de Florianópolis, Curitiba, Belo Horizonte, Brasília, Recife e Porto Alegre. Os questionários foram aplicados durante o ciclo de palestras do projeto Trânsito Consciente, do Denatran, de 8 de outubro a 13 de novembro de 2009, em escolas das redes pública e privada de ensino…” (Leia e comente)

INTERNET É AMEAÇA A ESPÉCIES RARAS, ALERTAM CIENTISTAS

25/03/2010

A INTERNET ESTÁ SE TORNANDO UMA DAS MAIORES AMEAÇAS ÀS ESPÉCIES DE ANIMAIS EM PERIGO, ALERTARAM CIENTISTAS NO ENCONTRO DA CONVENÇÃO INTERNACIONAL DE COMÉRCIO DE ESPÉCIES EM PERIGO (CITES), DA ONU, EM DOHA, NO CATAR.

BBC

“Segundo ativistas, graças à internet nunca foi tão fácil comercializar qualquer coisa – desde filhotes de leão a peles de urso polar – em sites de leilões e salas de conversa na internet.

Várias propostas para restringir o comércio de espécies em perigo foram derrotadas durante o encontro da Cites, que reúne 175 países.

Ainda nesta semana, os representantes dos países vão votar mudanças no comércio do marfim.

Efeito da rede

Segundo a enviada especial da BBC ao encontro de Doha, Stephanie Hancock, cientistas afirmam que a internet está tornando o comércio internacional ilegal de espécies protegidas mais fácil do que nunca.

Milhares de espécies em perigo são comercializadas regularmente pela internet, com compradores e vendedores tirando vantagem do anonimato da rede e do grande mercado global que ela oferece…” (Leia e comente)

CAMINHAR DE ÔNIBUS PARA A ESCOLA

24/03/2010

O PEDIBUS AJUDA A DIMINUIR A DEPENDÊNCIA DOS CARROS E ESTIMULA UMA RELAÇÃO MAIS RESPONSÁVEL DAS
CRIANÇAS COM A RUA

Educar Para Crescer – Simone Cunha

“Uma nova versão de transporte escolar que dispensa combustível e dribla os engarrafamentos matinais em torno das escolas está em expansão no exterior, o Pedibus. Essa espécie de ônibus humano funciona como um coletivo tradicional, só que, em vez de sentado, os passageiros vão a pé. As crianças seguem em grupo para a aula, guiadas por um adulto-motorista, que avisa a hora certa de atravessar as ruas por onde passam, organiza a caminhada e para nos pontos para pegar mais passageiros.

Esse veículo diferente também segue regras como o horário pontual de saída e o trajeto fixo. Além de ser um meio de transporte, também é um meio de interação com o bairro e um estímulo à autonomia e à prática de exercícios. Criado na Austrália em 1991, ele tem linhas espalhadas por diferentes países da Europa e também pelos Estados Unidos e pela Nova Zelândia,…” (Leia e comente)

CINEMA 3-D: DESCONFORTO VISUAL, DOR NOS OLHOS E DOR DE CABEÇA

23/03/2010

CONFIRA QUAIS SÃO AS CONTRA-INDICAÇÕES DO CINEMA 3-D E QUAIS PESSOAS DEVEM EVITÁ-LOS – POR CORREREM RISCO OU PORQUE SIMPLESMENTE NÃO VERÃO NADA

Época – Laura Lopes

Dor de cabeça, tontura, náusea, dor nos olhos, na testa, desconforto visual, ardência nos olhos e sensação de cansaço. Parecem até sintomas de dengue ou de alguma virose, mas não são. E eles podem evoluir para crises de epilepsia ou labirintite, dependendo do caso. Quem diria que assistir a um filme num cinema 3-D poderia ser tão prejudicial… Mas apenas a quem tem alguma pré-disposição, como ser epiléptico, ter labirintite, sofrer de enxaqueca ou ter insuficiência de convergência (nome dado à movimentação dos olhos para unificar a visão dos dois olhos). Se você for estrábico ou tiver visão alternante (quando a leitura, feita pelo cérebro, da visão de um olho é melhor que do outro) não terá sintomas, mas também não conseguirá aproveitar o melhor do 3-D: quando as imagens parecem saltar da tela. Para esta que vos fala, a experiência no Imax foi catastrófica, o que motivou esta reportagem (leia o post no Blog Mente Aberta “Assisti Avatar e perdi uma noite de Carnaval”).

“Para ter boa percepção do filme 3-D é necessário boa acuidade visual em ambos os olhos, isto é, que o cérebro não se interesse pelas imagens só de um dos olhos, e que haja convergência, ou seja, fusão dessas imagens no cérebro”,…” (Leia e comente)

CHEGOU O ENLOUQUECIMENTO GLOBAL

22/03/2010

DE TODOS OS FESTIVAIS DE ABSURDOS QUE REGULARMENTE ASSOLAM A POLÍTICA AMERICANA, SEM DÚVIDA O MAIS DISPARATADO É O ARGUMENTO DE QUE O FATO DE WASHINGTON ESTAR SOFRENDO UM INVERNO ESPECIALMENTE RIGOROSO PROVA QUE AS MUDANÇAS CLIMÁTICAS NÃO PASSAM DE LOROTA E, POR ISSO, NÃO PRECISAMOS NOS PREOCUPAR COM TODA ESSA CONVERSA DE AFEMINADOS, COMO ENERGIA RENOVÁVEL, PAINÉIS SOLARES E TAXAS SOBRE EMISSÕES DE CARBONO. CARA, O QUE SE PRECISA É METER A BROCA E ABRIR MAIS POÇOS

Planeta Sustentável – Thomas L. Friedman

“Quando vemos legisladores como o senador Jim DeMint, da Carolina do Sul, anunciando pelo Twitter que “vai continuar nevando até o Al Gore pedir ‘água’”, ou lemos que os netos do senador James Inhofe, de Oklahoma, estão construindo ao lado do Congresso americano um iglu com uma grande placa dizendo “A Nova Casa de Al Gore”, acho que é o caso de perguntar se ainda é possível uma discussão consequente sobre a questão do clima e da energia.

A comunidade científica não está isenta de culpa. Os climatologistas sabiam muito bem que iriam enfrentar forças poderosas – desde as empresas petrolíferas e mineradoras de carvão que financiam os estudos dos que duvidam das mudanças climáticas, passando por conservadores que odeiam tudo o que implica mais regulamentações governamentais, até a Câmara do Comércio, disposta a resistir a qualquer imposto sobre a energia. Por esse motivo, os especialistas no clima não podem se permitir nenhuma vulnerabilidade, como citar pesquisas não verificadas por seus pares ou deixar de responder a questões legítimas – como ocorreu com a Unidade de Pesquisa Climática…” (Leia e comente)

CARISMA, VITÓRIAS E MORTE FORMAM ELEMENTOS NA CRIAÇÃO DO MITO SENNA

21/03/2010

DE ACORDO COM JORNALISTAS QUE ACOMPANHARAM A CARREIRA DE AYRTON SENNA, A IDOLATRIA EM TORNO DELE SE PERPETUOU GRAÇAS A UMA SÉRIE DE ELEMENTOS. DESDE O TALENTO
NATO ATÉ A MORTE TRÁGICA E AO VIVO

Warm Up – Luana Marino

“Dentre todos os ídolos que o Brasil teve no esporte ao longo da história, como Ronaldinho, Romário e Pelé no futebol, César Cielo na natação e Gustavo Kuerten no tênis, nenhum marcou tanto quanto Ayrton Senna. Mesmo depois de 16 anos da sua morte, a imagem do brasileiro carregando a bandeira após as vitórias, bem como a forma com a qual ele tomava o banho de champanhe no pódio ainda são lembradas com muito saudosismo pelos fãs. Mais que isso: todos os movimentos e frases ditas por Senna foram eternizadas após aquele trágico fim de semana em San Marino. Mas a construção do mito Ayrton Senna é algo que vai além do indiscutível talento que o brasileiro tinha para pilotar.

Para se entender tal idolatria em torno de Senna, é necessário avaliar alguns pontos separadamente. No entanto, uma coisa é clara e unânime entre jornalistas especializados que acompanharam a carreira do piloto: Senna não seria um dos principais ídolos do esporte mundial se não tivesse resultados, não fosse bom e, acima de tudo, se não vencesse. “Não fosse isso, não haveria marketing no mundo capaz de transformá-lo num ídolo”, afirmou Flavio Gomes, jornalista do site Grande Prêmio, dos canais ESPN de rádio e de TV e da rede “Bom Dia” de jornais…” (Leia e comente)

Instituto Ayrton Senna faz homenagem aos 50 anos do piloto