SURF SOCIAL

APADRINHADO POR TECO PADARATZ, PROJETO SOCIAL EM FLORIPA RESGATA JOVENS JURADOS DE MORTE

Trip – Diogo Rodriguez / Fotos: Fábia Hafermann

“O projeto Procurando Caminhos, do Centro Cultural Escrava Anastácia, procura auxiliar 80 jovens pobres das periferias de Florianópolis envolvidos com o tráfico e consumo de drogas oferecendo aulas de surf e oficinas profissionalizantes. Teco Padaratz, surfista e nativo da cidade, assumiu o papel de padrinho: ajuda a entidade a organizar campeonatos e dá palestras aos garotos e garotas.

Em 2007, 25 jovens de Monte Cristo, comunidade pobre de Florianópolis, foram jurados de morte. Membros de uma gangue, eles estavam na lista negra de rivais de um bairro vizinho, Novo Horizonte. “Eles chamaram as lideranças comunitárias, a diretora da escola, a prefeitura. Conversaram: ‘A gente está marcado para morrer e não quer morrer’. Quem era da [secretaria da] educação não pôde fazer nada, quem era da assistência social também não pôde fazer nada, todas os órgãos públicos se eximiram da responsabilidade”, conta Adriana Niehues, coordenadora do projeto.

Era importante evitar que os dois grupos de cruzassem, então os garotos de Monte Cristo passaram a contar com a proteção dos integrantes do projeto. Um ônibus foi usado para deslocar os surfistas aprendizes até a praia. Longe da violência e do tráfico começaram a aprender como pegar ondas, receber treinamento profissional, assessoria jurídica e incentivos…” (Leia e comente)

Tags: , , , , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: