CONTAR HISTÓRIAS JÁ É NEGÓCIO DE GENTE GRANDE

Veja – Maria Carolina Maia – Foto: Divulgação

“Há muito, muito tempo, existia um imperador chamado Gengis Khan. Esse imperador era muito poderoso. Quando ele não estava conquistando terras, ficava descansando no seu castelo de veraneio. O hobby preferido do imperador era caçar. Com quem? Com uma águia, que ele levava no braço.” Este é um trecho de O Imperador e a Águia, uma das histórias que compõem o repertório do contador Ilan Brenman. Israelense naturalizado brasileiro, Ilan, 37, vive de contar histórias. Mas se engana quem pensa que contadores como ele têm como público as crianças, apenas. A atividade de narrar histórias se tornou um negócio de gente grande – tanto para públicos infantis quanto para maduros. Por cada palestra que dá em escolas sobre o tema, ele recebe de 2.000 a 3.000 reais.

“Vivo de contar histórias e vivo muito bem”, diz outra narradora, a atriz Ana Luísa Lacombe, 46. Ela enveredou pelo ramo há oito anos e hoje se apresenta em locais variados, de clubes a projetos sociais, contando histórias para adultos e crianças de todas as idades. “Só faço isso.” (Leia e comente)

Tags: , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: