Archive for 25 de novembro de 2010

COMO O SEU FILHO VÊ VOCÊ?

25/11/2010

NOVAS PESQUISAS MAPEARAM QUATRO ESTILOS DE SER MÃE OU PAI E TRAZEM UM ALERTA: A MAIORIA ESTÁ DERRAPANDO FEIO NA HORA DE PÔR LIMITES, OUVIR E ATÉ OFERECER OS CUIDADOS BÁSICOS. LEIA, REFLITA E, SE FOR O CASO, COMECE HOJE MESMO UM PLANO DE MUDANÇAS. PODE SER A CHAVE PARA EDUCAR CRIANÇAS PREPARADAS PARA O FUTURO

Claudia – Rita Trevisan

“Pai e mãe desejam o melhor para seus filhos, mas o fato é que a forma como foram criados e a situação emocional do casal influenciam, nem sempre para o bem, o tipo de educação que conseguem oferecer aos pequenos. A frequência das brigas entre os adultos, por exemplo, é capaz de criar um clima pouco propício ao diálogo. E, no pacote, alguns valores negativos podem ser passados adiante. Não à toa, a questão, considerada fundamental para a formação dos jovens, tem despertado um interesse cada vez maior entre estudiosos do mundo todo. No Brasil, a psicóloga Lidia Weber, coordenadora do Núcleo de Análise e Comportamento da Universidade Federal do Paraná, há cinco anos desenvolve estudos sobre as diferentes maneiras de exercer a paternidade. Das enquetes, brotaram quatro principais perfis de pais: participativo, autoritário, permissivo e negligente. Em pesquisas feitas com mais de 10 mil estudantes de 8 a 17 anos no Sul desde 2005, Lidia descobriu que, na visão deles, ao menos 35% dos pais são presentes e dão limites, mas outros 35% são omissos. “São dados alarmantes, que mostram quanto andamos derrapando”, diz. A boa notícia é que há como se aprimorar…” (Leia e comente)

Anúncios

É O FIM DO BRAILE?

25/11/2010

BrainPort Vision

TECNOLOGIAS FACILITAM ACESSO DOS CEGOS AO CONHECIMENTO, MAS OS AFASTAM DA LEITURA PELO TATO

Bengala Legal – Rodrigo Cardoso – Isto É

“Até dezembro, todos os 4.300 alunos com cegueira total do ensino fundamental e médio matriculados nas escolas pú­blicas do País irão receber um laptop com um sintetizador de voz que lê para eles o texto da tela. Dois mil já foram beneficiados e navegam nessa possibilidade, segundo o Ministério da Educação (MEC). Em fevereiro, mais tecnologia será despejada na carteira dos estudantes cegos que cursam do 6º ao 9º anos: uma coleção de 380 obras didáticas no formato digital Daisy. Abreviação para Sistema Digital de Acesso à Informação, a solução tecnológica batizada aqui de Mecdaisy permite ao aluno interagir com o livro digital, podendo pausar, pular ou retornar às páginas e capítulos, anexar anotações aos arquivos da obra e exportar o texto para impressão em braile, o sistema de códigos que possibilitou aos deficientes visuais o acesso à escrita e à leitura a partir do século XIX.

Embora o braile ainda seja defendido e aplicado pelas instituições de ensino durante a alfabetização, já há correntes de educadores que temem um afastamento dos estudantes com cegueira da leitura feita com os dedos por conta desses dispositivos tecnológicos. “Está ocorrendo uma desbrailização”, afirma o professor de geografia e história Vítor Alberto Marques, do Instituto Benjamin Constant, entidade pioneira para cegos no Brasil. “A criança acha chato ler em braile e está migrando…” (Leia e comente)

MENINGITE E PERDA DE MEMÓRIA MARCARAM INFÂNCIA DE CANTOR DOS SEX PISTOLS

25/11/2010

JOHN LYDON, CANTOR DOS SEX PISTOLS E UM DOS PRINCIPAIS ÍCONES DO MOVIMENTO PUNK, CONTOU QUE, AOS OITO ANOS, ERA INCAPAZ DE RECONHECER OS PRÓPRIOS PAIS QUANDO ESTES FORAM BUSCÁ-LO EM UM HOSPITAL.

BBC Brasil – Ian Youngs

“Em entrevista exclusiva à BBC, Lydon revelou detalhes pouco conhecidos sobre sua infância, como quando, durante o período em que esteve se recuperando de uma meningite, esteve em coma e enfrentou períodos de grave perda de memória.

O cantor, hoje com 54 anos, contraiu meningite aos sete anos de idade e passou um ano de convalescência.

“Ali está você no hospital, sem entender nada ao seu redor”, descreve Lydon. “Sem saber seu nome, sem saber quem você é, sem saber que as pessoas na sua frente são seus pais”.

“Você não sabe por que está ali e, mesmo presumindo que pertence à alguém, se questiona: ‘será que eles estão mentindo’?. É um sentimento terrível”, diz o cantor, que, anos mais tarde, sob o nome de Johnny Rotten (“Joãozinho Podre”) formaria uma das bandas…” (Leia e comente)