Archive for the ‘Educação’ Category

TIA DAG: ALÉM DOS LIMITES

24/11/2016

tia

Trip por Tia Dag

A PERSONALIDADE ARIANA DA EDUCADORA TIA DAG SEMPRE A FEZ SUPERAR OS PRÓPRIOS LIMITES. HOJE, ELA EMPODERA MILHARES DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES A FAZEREM O MESMO: VOAR COM AS PRÓPRIAS ASAS

Gostaria de compartilhar com vocês um ponto de vista que trago desde os meus tempos de estudante na USP até a minha formação como educadora: os limites. A ideia de que existem fronteiras, uma linha ou aviso que sugere impedimento (do tipo “Não ultrapasse” ou coisa assim) sempre exerceu um efeito contrário na minha personalidade ariana. Eu sempre tive essa necessidade de expansão, de ir além do absoluto (aquilo que é) para encontrar o mistério daquilo que ainda não era conhecido, o novo, o não feito. É claro que tamanha curiosidade não me afastou de arrumar um problema ali e outro acolá durante a minha fase de exploradora, mas até mesmo essas experiências serviram para que eu pudesse compreender que posso ir muito mais distante do que a minha zona de conforto…. Continue lendo

 

Anúncios

EQUIPAMENTOS SEM USO PODEM TRANSFORMAR A SALA DE INFORMÁTICA EM ESPAÇO MAKER

04/11/2016

c3po-woody

Nova Escola por Jane Reolo

Você já ouviu falar sobre um espaço maker? Trata-se de um laboratório com diversas ferramentas, equipamentos e peças que permitem a qualquer pessoa, por meio da criatividade e invenção, planejar e desenvolver um projeto que alia técnicas manuais e o trabalho dos computadores.

Montá-lo não parece, à primeira vista, ser algo acessível para boa parte das escolas do país. Mas tenho duas boas notícias para compartilhar com vocês. A primeira é que já há laboratórios gratuitos que ficam abertos ao público em geral. Eles são conhecidos como FabLabsContinue lendo

ESPECIAL MEIO AMBIENTE

30/03/2010

Nova Escola

“Aqui reunimos as principais reportagens e planos de aula sobre temas ligados a questões ambientais como aquecimento global, despoluição dos rios, espécies em extinção, preservação da natureza e cultivo de plantas… (Leia e comente)

CAMINHAR DE ÔNIBUS PARA A ESCOLA

24/03/2010

O PEDIBUS AJUDA A DIMINUIR A DEPENDÊNCIA DOS CARROS E ESTIMULA UMA RELAÇÃO MAIS RESPONSÁVEL DAS
CRIANÇAS COM A RUA

Educar Para Crescer – Simone Cunha

“Uma nova versão de transporte escolar que dispensa combustível e dribla os engarrafamentos matinais em torno das escolas está em expansão no exterior, o Pedibus. Essa espécie de ônibus humano funciona como um coletivo tradicional, só que, em vez de sentado, os passageiros vão a pé. As crianças seguem em grupo para a aula, guiadas por um adulto-motorista, que avisa a hora certa de atravessar as ruas por onde passam, organiza a caminhada e para nos pontos para pegar mais passageiros.

Esse veículo diferente também segue regras como o horário pontual de saída e o trajeto fixo. Além de ser um meio de transporte, também é um meio de interação com o bairro e um estímulo à autonomia e à prática de exercícios. Criado na Austrália em 1991, ele tem linhas espalhadas por diferentes países da Europa e também pelos Estados Unidos e pela Nova Zelândia,…” (Leia e comente)

SÃO PAULO ADMITE TER DE USAR PROFESSOR REPROVADO EM EXAME

23/01/2010

Folha de S.Paulo – Fábio Takahashi

“A Secretaria da Educação de SP anunciou ontem (22) que poderá atribuir aulas a professores reprovados em seu processo de seleção para docentes temporários para a educação básica.

Dos temporários que já trabalharam na sala de aula (pouco menos da metade do total de docentes), 40% foram reprovados –não conseguiram acertar metade das 80 questões.

Segundo o secretário da Educação, Paulo Renato Souza, haverá dificuldades para preencher vagas em algumas escolas, principalmente para as matérias de física e matemática.

Ao justificar a possibilidade de convocar professores reprovados, o secretário afirmou que “a nossa prioridade é garantir aulas aos alunos”.

Os sindicatos do setor dizem que é quase certo que os abaixo da nota de corte sejam convocados, principalmente para atuar na periferia das cidades da Grande SP, onde o desempenho dos alunos já é mais baixo.

Ainda não é possível saber quantos dos reprovados terão de lecionar, pois o processo de distribuição de aulas não começou –primeiro escolhem os concursados; os temporários preenchem as aulas que faltam…” (Leia e comente)

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA VALE A PENA?

02/12/2009

“DE 2000 PARA CÁ, A CHAMADA EAD CRESCEU 45.000% EM NÚMEROS DE ALUNOS NO PAÍS. MUITA GENTE, NO ENTANTO, AINDA FICA DE PÉ ATRÁS COM QUEM TIROU DIPLOMA DE PEDAGOGIA OU LICENCIATURA NESSA MODALIDADE DE ENSINO. PARA AVALIAR SE ISSO É PURO PRECONCEITO, VEJA O QUE É MITO E VERDADE NESSA ÁREA”

Nova Escola – Ana Rita Martins e Anderson Moço

“Para quem mora longe de uma universidade ou não pode ir à aula todos os dias, a Educação a distância (EAD) parece ideal. Por isso, ela tem conquistado tanto espaço. Em 2000, 13 cursos superiores reuniam 1.758 alunos. Em 2008, havia 1.752 cursos de graduação e pós-graduação lato sensu com 786.718 matriculados, segundo a Associação Brasileira de Educação a Distância (Abed). A modalidade de ensino usa ambientes virtuais, chats, fóruns e e-mails para unir professores e turmas. Assim, quem é de Ribeirão Cascalheiras, a 900 quilômetros de Cuiabá, por exemplo, pode se formar em Pedagogia pela Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT), que mantém um polo na cidade.

As experiências no ensino a distância por aqui começaram no início do século 20, com cursos profissionalizantes por carta, rádio e, mais tarde, pela TV. Só com a internet e a banda larga, eles se tornaram viáveis na graduação e na pós.

Apenas recentemente começamos a apostar na EAD como uma saída para suprir a demanda por formação superior no país. Criada em 2005, a Universidade Aberta do Brasil (UAB) tem como prioridade a formação inicial de professores da Educação Básica pública, além de formação continuada aos graduados. Por meio de parcerias entre 38 universidades federais, a UAB oferece 92 opções de extensão, graduação e pós-graduação…” (Leia e comente)

ENSINO DE ASPECTOS HISTÓRICO-CULTURAIS INDÍGENAS E AFRO-BRASILEIROS SERÁ OBRIGATÓRIO A PARTIR DE 2010

13/10/2009
 Para estudantes do Setor Oeste, o conhecimento dessas culturas contribui para o entendimento sobre a formação histórica do país

Para estudantes do Setor Oeste, o conhecimento dessas culturas contribui para o entendimento sobre a formação histórica do país

Correio Brasiliense

“A identidade brasileira é caracterizada pela miscigenação cultural entre povos específicos, chamados de minorias. Em função disso, a partir de 2010, as escolas brasileiras públicas e particulares, dos ensinos fundamental e médio, deverão incluir no conteúdo programático aspectos culturais e históricos indígenas e afro-brasileiros. A obrigatoriedade é amparada pela Lei 11.645/2008 (alteração da Lei 9394/96), que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional e determina a inclusão da temática História e cultura afro-brasileira e indígena no currículo oficial da rede de ensino.

A inclusão dos aspectos histórico-culturais dessas minorias visa o resgate das contribuições sociais que estes dois grupos deram à história do país. Hoje, há desconhecimento e uma visão distorcida do que esses povos representaram no passado. Entretanto, é necessário mostrar também a sua cultura, a sua importância atual, defende Marcelo Manzati, coordenador de Fomento à Identidade e Diversidade Cultural, da Secretaria de Identidade e da Diversidade (SID), do Ministério da Cultura. “É um trabalho difícil e lento. A médio e longo prazo, a diversidade cultural será mais valorizada na sociedade brasileira e essas minorias serão mais respeitadas”, afirma…” (Leia mais e comente a matéria)

ALÉM DO BEM E DO MAL: LIVROS POLITICAMENTE CORRETOS PARA AS CRIANÇAS?

30/06/2009

livros 2

Crescer – Cristiane Rogerio e Marina Vidigal

“ELES VIRARAM MANIA EM LIVRARIAS E ESCOLAS, MAS PODEM
PRIVAR A CRIANÇA DA FANTASIA E IMPEDIR UM CONTATO
MAIOR COM SUAS EMOÇÕES…”

“…há certas armadilhas espalhadas pelas livrarias – e, mais grave ainda, pelas salas de aula de uma porção de escolas. Em nome de trazer certos ensinamentos, há uma significativa oferta de livros feitos para crianças que mais parecem ter sido escritos por encomenda do que por prazer de algum escritor ou…” (Leia mais)

O MAL-ESTAR NA UNIVERSIDADE

29/06/2009

estudos

Carta Maior – Olgária Mattos

“…Professores e estudantes cedem precocemente a publicações, sem que haja nelas nada de relevante, e, ao mesmo tempo, devem freqüentar cursos ou prepará-los, realizar trabalhos correspondentes, desenvolver suas teses – uma vez que a quantidade consagra pontuações para futuras bolsas de iniciação científica ou aprovação de auxílios acadêmicos. Quanto aos docentes, estes se ocupam cada vez mais com tarefas de secretaria, como preenchimento de planilhas,…” (Leia mais)

RIO TEM ENSINO DE ALTO NÍVEL EM ESCOLAS PÚBLICAS ‘ADOTADAS’

22/06/2009

educação rio

O Dia Online – Maria Luisa Barros

“Empresas investem para alavancar qualidade da Educação no estado e também assegurar mão de obra
qualificada para elas mesmas…”

“A maioria tem mais de 20 anos, mas mantém a esperança de ser escolhida. Só no estado, 37 aguardam na fila de adoção. Três já estão praticamente apadrinhadas. Entre as que já foram adotadas, uma é recém-nascida,…” (Leia mais)