Posts Tagged ‘Corrupção’

FICOU CARO SER CORRUPTO? COMO OPERAÇÕES DA PF E DO MP ESTÃO MUDANDO COMPORTAMENTO DE EMPRESAS BRASILEIRAS

08/12/2016

money

BBC Brasil por Luís Bulcão Pinheiro

OPERAÇÕES COMO LAVA JATO E ZELOTES TÊM EXPOSTO NÃO SÓ A CLASSE POLÍTICA COMO TAMBÉM AS GRANDES EMPRESAS DO PAÍS.

….Até pouco tempo, antes de virem à tona as grandes operações como Lava Jato e Zelotes, a corrupção parecia ser um bom negócio no Brasil.

Muitas vezes, a obtenção de um alvará ou de uma licença poderia sair mais em conta ou demorar menos tempo por meios escusos.

A corrupção também ajudava a aumentar a previsibilidade de um empreendimento, ganhar tempo e encontrar atalhos para driblar a burocracia. No balanço final, os meios ilegais poderiam representar uma economia real para uma empresa.

Além disso, atuar fora da conformidade das leis também era visto como vantagem… Continue lendo

Anúncios

PRESSIONADA, CÂMARA DEVE VOTAR ‘FICHA LIMPA’ NESTA TERÇA

04/05/2010

“PARA SENADORES GOVERNISTAS E DA OPOSIÇÃO, O SENADO
NÃO TEM ALTERNATIVA…”

Época

“Impulsionado pela pressão popular, o projeto “Ficha Limpa”, que impede a candidatura de políticos com condenações na Justiça, deve ser votado nesta terça-feira (4) na Câmara dos Deputados. O plenário da Casa promete analisar tanto a urgência da proposta como o mérito. Em seguida, a matéria será encaminhada ao Senado, onde se fala em análise rápida. Em ano eleitoral, há senadores que defendem a aprovação sumária do projeto para livrar a Casa da marca de corporativista.

Nesta segunda (5), senadores defenderam que a proposta seja votada no Senado como vier dos deputados. Qualquer eventual modificação no texto exige que a proposta volte para a Câmara, a Casa de origem, o que inviabilizaria a adoção da lei nas eleições deste ano. Para valer nas próximas eleições de outubro, o texto tem de encerrar sua tramitação no Congresso e receber sanção presidencial até 6 de junho,…” (Leia e comente)

“O PODER REVELA QUEM SOMOS”

06/03/2010

UM PESQUISADOR AMERICANO DIZ COMO O PODER NOS TORNA MAIS CORRUPTOS, MESQUINHOS E HIPÓCRITAS

Época – Isabel Clemente

Adam Galinsky

“Dizer que o poder corrompe é um antigo chavão. A novidade é que esse velho axioma acaba de ser comprovado cientificamente em um trabalho de pesquisadores da Kellogg School of Management, nos Estados Unidos. Após uma série de testes comportamentais com voluntários, eles demonstraram como o poder costuma, em geral, mudar as pessoas para pior. Em testes, os poderosos não só trapaceavam mais, como se mostravam mais hipócritas ao se desculpar por atitudes que condenavam nos outros. “Os poderosos acreditam que devem ser excluídos de certas regras”, afirma o psicólogo social Adam Galinsky, professor de ética e decisões em gerência da Kellogg School of Management e um dos autores do estudo…” (Leia e comente)

A BOLSA CLAQUE DE ARRUDA

09/02/2010

DOCUMENTO APREENDIDO MOSTRA QUE GOVERNADOR
PAGAVA MANIFESTANTES

Época – Andrei Meireles e Marcelo Rocha

“Em dezembro, os brasilienses se surpreenderam com a quantidade de pessoas que participavam de manifestações em defesa do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, acusado de chefiar um esquema de corrupção mostrado em vídeos com cenas de políticos recebendo propina e escondendo dinheiro em sacolas, meias e até na cueca. Na Câmara Legislativa, cenário dos protestos de estudantes e sindicalistas contra a corrupção, o movimento pró-Arruda exibiu força, organização e truculência. Comandava essa tropa governista o ex-policial militar Valdir Luís de França, o Valdirzão, conhecido por liderar mobilizações a favor de Arruda e reprimir protestos. Entidades favoráveis ao processo de impeachment do governador levantaram suspeitas de que por trás dessas manifestações estaria a máquina pública. Um documento apreendido pela Polícia Federal na Operação Caixa de Pandora pode ser a prova de que dinheiro público tenha financiado o grupo chefiado por Valdirzão.

Época teve acesso ao documento, encontrado pela PF no gabinete do jornalista Omézio Pontes – ex-assessor de imprensa de Arruda, que desde o início de 2009 passou a cuidar também da arregimentação de pessoas para eventos na periferia de Brasília com a participação do governador. O papel apreendido é uma carta…” (Leia e comente)

TJDFT AFASTA DISTRITAIS DAS ATIVIDADES RELATIVAS AOS PEDIDOS DE IMPEACHMENT CONTRA ARRUDA

20/01/2010

Correio Brasiliense – Noelle Oliveira

“O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) decidiu na tarde desta quarta-feira (20/1) afastar os deputados distritais citados na Operação Caixa de Pandora das atividades da Câmara Legislativa que dizem respeito ao pedidos de impeachment contra o governador José Roberto Arruda (sem partido). O tribunal também pediu a “imediata” intimação do presidente da Câmara Legislativa, Cabo Patrício (PT), para que “convoque os respectivos suplentes” – desde que estes não estejam impedidos nem estejam em condições de suspeitos – dos deputados afastados.

A substituição deverá seguir as regras de proporcionalidade partidária e a ordem de suplência. Os suplentes atuarão “exclusivamente” em atividades voltadas ao pedido de impeachment. Caso não compareçam, os convocados terão que pagar multa diárias de R$ 500 mil, a partir do quinto dia da convocação. O Tribunal também considerou inválido “todo ato deliberativo já praticado, no qual houve a interferência direta”, ou em que foram computados votos dos deputados que agora terão de ser afastados…” (Leia e comente)

ARRUDA, O SANTO

07/12/2009

Vi o Mundo – Luiz Carlos Azenha

Em baixa depois do mensalão, o governador José Arruda (DF) já foi muito festejado. Em 2008, foi editado o livro “Brasília: Preservação e Legalidade. Desafios do Governo”.

A orelha da publicação é recheada de elogios:

1. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso: “Pela boa administração que exerce no DF, José Roberto Arruda é hoje uma das principais lideranças do cenário político nacional”.

2. O líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM): “Arruda serve para ser candidato a presidente da República pelo Democratas”.

3. O senador Álvaro Dias (PSDB-PR): “Arruda não fez barganha. Não instalou um balcão de negócios para oferecer a este ou àquele partido”. Que coisa!

4. O senador Heráclito Fortes, senador (DEM-PI): “Parabenizo o governador José Roberto Arruda por suas ações moralizadoras” –

Arruda espera a solidariedade deles nessa hora dificil.

As informações são do Ilimar Franco, n´O Globo. (Leia e comente)

OS FALSOS PROFETAS

03/12/2009

“Se vos disserem: “O Cristo está aqui”, não vades; ao contrário, tende-vos em guarda, porquanto numerosos serão os falsos profetas. Não vedes que as folhas da figueira começam a branquear; não vedes os seus múltiplos rebentos aguardando a época da floração; e não vos disse o Cristo: Conhece-se a árvore pelo fruto? Se, pois, são amargos os frutos, já sabeis que má é a árvore; se, porém, são doces e saudáveis, direis: “Nada que seja puro pode provir de fonte má.”

É assim, meus irmãos, que deveis julgar; são as obras que deveis examinar. Se os que se dizem investidos de poder divino revelam sinais de uma missão de natureza elevada, isto é, se possuem no mais alto grau as virtudes cristãs e eternas: a caridade, o amor, a indulgência, a bondade que concilia os corações; se, em apoio das palavras, apresentam os atos, podereis então dizer: Estes são realmente enviados de Deus.

Desconfiai, porém, das palavras melífluas, desconfiai dos escribas e dos fariseus que oram nas praças públicas, vestidos de longas túnicas. Desconfiai dos que pretendem ter o monopólio da verdade!…” (Leia e comente)

ORACAO DA PROPINA DURVAL,
BRUNELLI E LEONARDO PRUDENTE


COBERTURA DO CB TEM SUJEITO OCULTO

01/12/2009

Observatório da Imprensa – Chico Sant´Anna

“Desde os primeiros anos do ensino fundamental, os estudantes aprendem que as orações poderão ter sujeito oculto. A oração com sujeito oculto é aquela em que o sujeito da ação não está explícito e sua identificação só é possível graças à pessoa do verbo.

Também é nos primeiros anos do ensino de Jornalismo que o futuro profissional aprende que o sujeito do fato é elemento fundamental da redação jornalística para a devida compreensão dos acontecimentos pelos consumidores de informação. É na faculdade que se aprende a famosa pirâmide invertida, pela qual o repórter deve responder a seis perguntas básicas ainda nas primeiras linhas do seu texto. Quem?, O quê?, Quando?, Onde?, Como? e Por quê?

Na cobertura do recente escândalo de corrupção verificado no âmbito do governo do Distrito Federal, apelidado pela imprensa de “mensalão do DEM”, pelo qual o governador do Distrito Federal e pessoas bem próximas a ele são suspeitas de desviar R$ 60 milhões, o Correio Braziliense, principal diário da Capital Federal – com uma tiragem estimada em mais de 200 mil exemplares – parece ter preferido seguir as normas das escolas fundamentais do que as rotinas jornalísticas. No escândalo da Caixa de Pandora, Arruda virou sujeito oculto…” (Leia e comente)