Posts Tagged ‘Ecologia’

OS POLITICAMENTE CORRETOS

11/04/2011

CONHEÇA ALGUNS DOS ARTISTAS DO MUNDO DA MÚSICA QUE INVESTEM EM CAUSAS SOCIAIS E ECOLÓGICAS

Bravo

“Temas que antes pertenciam a discursos dos rotulados “bichos grilos”, como preocupação com o meio ambiente, questões sobre pobreza e educação, hoje estão cada vez mais presentes na fala dos artistas. Muitos músicos passaram a dividir a sua agenda entre shows e iniciativas sociais. Conheça algumas bandas que abraçaram esta causa.

Scorpions

Em agosto de 2007, o grupo alemão de hard rock Scorpions se apresentou para cerca de 40 mil fãs no sambódromo de Manaus, no Amazonas. Em parceria com o Greenpeace, organização global e independente que atua em defesa ao meio ambiente, a apresentação visava chamar a atenção do público para os perigos do desmatamento da Floresta Amazônica – no palco, os músicos exibiram uma faixa com os dizeres: “Chega de desmatamento! Sem Amazônia não há futuro”.

No ano seguinte, a banda voltou ao Brasil em uma turnê mundial dedicada a causa, Humanity World Tour – Acoustica. Resultado dos shows, o DVD Amazônia – Live in the Jungle, que conta com as apresentações de Recife e Manaus, teve sua venda, no Brasil e México, destinada a projetos ambientais.

Jack Johnson

Em 2008, o cantor havaiano de soft rock Jack Johnson e sua esposa, Kim, fundaram, com os frutos da turnê do mesmo ano, a Johnson Ohana, organização de caridade em prol de causas ambientais, artes e educação musical. Até o momento, a Fundação já arrecadou 1,3 milhões de dólares.

Mais tarde, Johnson criou também a All At Once, uma rede social de ação que integra e levanta fundos para grupos não lucrativos. No ano passado ela recebeu 525 mil dólares angariados na turnê To The Sea. A campanha de 2010 da rede contribuiu com 220 grupos comunitários ao redor do mundo destinado a iniciativas para redução de utilização de plástico, educação ambiental,…” (Leia e comente)

Anúncios

DILEMA AMERICANO

28/09/2010

AS MAIORES RESERVAS DE PETRÓLEO DESCOBERTAS PELOS ESTADOS UNIDOS NAS ÚLTIMAS DÉCADAS ESTÃO NO FUNDO DO GOLFO DO MÉXICO – UM DOS LOCAIS MAIS PERIGOSOS
PARA SE PERFURAR POÇOS.

National Geographic – Joel K. Bourne, JR.

“Em um escaldante dia de junho na localidade de Houma, no estado da Louisiana, o escritório local da British Petroleum – agora transformado no Centro de Comando do Incidente da Deep-water Horizon – está fervilhando de homens e mulheres circunspectos. Na sala de comando das operações, telas de vídeo exibem mapas da mancha de óleo e a localização das embarcações mobilizadas. Mark Ploen, vice-responsável pelas operações, está rodeado de gente que trabalhou com ele no vazamento do navio-tanque Exxon Valdez, 20 anos antes, no Alasca. “É como uma reunião de colegas de ginásio”, diz, sem ironia.

A 80 quilômetros dali, 1,6 mil metros abaixo da superfície do mar, o poço Macondo, da BP, estava lançando no fundo do golfo uma quantidade de óleo equivalente a um Exxon Valdez a cada quatro dias. No fim de abril, uma explosiva erupção no poço transformara a Deepwater Horizon, uma das mais avançadas plataformas de perfuração existentes, em uma montanha de metal queimado e retorcido no fundo do mar. Tanto as empresas petroleiras como as agências oficiais reguladoras sempre agiram como se esse tipo de catástrofe jamais fosse acontecer. E de fato nada desse tipo havia ocorrido no golfo do México desde 1979,…” (Leia e comente)

UNIVERSITÁRIO CRIA PRANCHA DE SURF DE BAMBU

12/05/2010

BIODEGRÁVEL, MAIS RESISTENTE E MAIS BARATO, O BAMBU SUBSTITUIU O POLIURETANO NO PROJETO DE ESTUDANTE E DEIXA OS SURFISTAS MAIS PRÓXIMOS DAS CAUSAS ECOLÓGICAS

Galileu

“Móveis, utensílios de cozinha e até guitarras já estão sendo fabricados usando o bambu como matéria prima. O aluno de Desenho Industrial da Universidade do Estado de Santa Catarina, Bruno Corrêa de Araújo, seguiu a tendência e criou, com a ajuda de Tiago Matulja, da Flora Ecoboards, uma prancha de surf que pretende ser ecológica, utilizando bambu laminado e resinas naturais.

O projeto, apresentado por Bruno como Trabalho de Conclusão de Curso, possui a intenção de ser mais sustentável, já que as pranchas convencionais, na maioria das vezes, são feitas de poliuretano, um plástico que demora séculos para se desfazer no meio ambiente. O bambu, por outro lado, é biodegradável,…” (Leia e comente)

EXTINÇÃO DE ESPÉCIES DE ÁGUA DOCE ATINGE NÍVEIS ALARMANTES, DIZEM CIENTISTAS

14/10/2009

sapo

“CIENTISTAS ALERTARAM QUE A EXTINÇÃO DE ESPÉCIES DE ÁGUA DOCE ATINGIU NÍVEIS ALARMANTES, TORNANDO OS ANIMAIS DESTES ECOSSISTEMAS OS MAIS AMEAÇADOS DO MUNDO.”

BBC Brasil

“Peixes, sapos, tartarugas e crocodilos que vivem em rios, lagoas e mangues estão desaparecendo em um ritmo entre 4 e 6 vezes mais acelerado que as espécies terrestres ou marinhas, segundo especialistas internacionais que se reúnem a partir desta terça-feira, na Cidade do Cabo, na África do Sul, para a Conferência do programa Diversitas sobre biodiversidade.

“Há evidências científicas claras e crescentes de que estamos à beira de enorme crise de biodiversidade em água doce. No entanto, poucos sabem do catastrófico declínio em biodiversidade em água doce tanto em escala local como global”, disse Klement Tockner, do Instituto Leibniz de Berlim.

Segundo ele, as implicações disso para a humanidade são “imensas”, porque a perda de biodiversidade afeta a purificação das águas,…” (Leia mais e comente a matéria)

PESQUISA DA CNA INDICA QUE 46% DOS ASSENTADOS COMPRARAM A TERRA DE TERCEIROS

14/10/2009

assentados

Globo Rural

“A maioria dos assentados do país, mais precisamente 37%, tem renda familiar de até um salário mínimo. O dado é fruto de uma pesquisa sobre assentamentos rurais encomendada pela CNA – Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil – ao Ibope. Ainda de acordo com o levantamento, 35% têm renda entre um e dois salários mínimos e 26% tem renda de mais de dois salários mínimos.

Para a presidente da CNA, a senadora Kátia Abreu (DEM-TO), o indicador sobre renda é um dos mais alarmantes do estudo. “Talvez esse seja o dado mais crítico: cerca de 40% dos assentamentos pesquisados têm renda individual de um quarto de salário mínimo. Isso significa que temos 40% dos assentados vivendo em situação de extrema pobreza”, afirmou. Segundo ela, o número mostra que a posse da terra não gera automaticamente renda. É necessário, afirmou, investimentos em tecnologia e assistência técnica na hora da comercialização do produto para realmente gerar renda para o agricultor…” (Leia mais e comente a matéria)

GOVERNO FEDERAL DIVULGA ZONEAMENTO AGROECOLÓGICO DA CANA-DE-AÇÚCAR

18/09/2009

cana

Globo Rural

A proposta de zoneamento agroecológico da cana-de-açúcar, lançada nesta quinta-feira (17/09) pelo governo federal, proíbe a construção de novas usinas e a expansão do plantio em qualquer área da Amazônia, do Pantanal, da Bacia do Alto Paraguai ou em vegetação nativa de outros biomas. O projeto ainda será encaminhado ao Congresso Nacional.

Essas áreas, somadas àquelas onde o plantio já não é permitido, como as unidades de conservação e terras indígenas, fazem com que fique proibido o plantio da cana em 92,5% do território brasileiro. As proibições previstas pelo zoneamento estabelecem que estarão aptos ao plantio da cana-de-açúcar 64 milhões de hectares. Considerando os novos critérios, a expansão da cana-de-açúcar poderá ocorrer em 7,5% do território nacional…” (Leia mais e comente a matéria)

ENTIDADES SE MOBILIZAM PARA O CLEAN UP THE WORLD 2009

18/09/2009

clean up

AmbienteBrasil – Danielle Jordan

“Neste sábado, dia 19, comemora-se o Clean Up The World. Em todo o mundo serão promovidas ações de limpeza para reduzir os efeitos da poluição e da degradação.

Os resíduos coletados serão catalogados, para gerar um Relatório Final para o Programa Ambiental da Organização das Nações Unidas, ONU/UNEP, e destinados às cooperativas e instituições de reciclagem.

No Rio de Janeiro diversas atividades serão promovidas. Em ação realizada pelo Insituto Lagoa Viva, na praia do Pepê (Barra da Tijuca) e Projeto Limpeza na PraiaInstituto Ecológico Aqualung, uma visitante ilustre vai acompanhar os trabalhos. A Embaixadora da Campanha Internacional do Clean Up the World, Céline Cousteau, neta do legendário Jacques Cousteau, escolheu a cidade para participar, por ser uma das mobilizações que mais cresceu nos últimos anos no mundo…” (Leia mais e comente a matéria)

CERRADO PAULISTA

11/09/2009

cerrado

“O CERRADO SEMPRE FOI CONSIDERADO BIOMA
DE MENOR IMPORTÂNCIA, SEJA PARA OS AGRICULTORES,
SEJA PARA OS PRÓPRIOS ECOLOGISTAS”

Planeta Sustentável – Xico Graziano

“Aqui dentro, tanto quanto no exterior, a Amazônia recebe preocupação total da sociedade. Enquanto isso, a vegetação do cerrado vai sendo devastada, como se irrelevante fosse tal bioma. Isso não pode continuar. Biodiversidade não escolhe floresta para morar.

Recentemente o governo paulista fez aprovar, com apoio unânime da Assembleia Legislativa, sua lei de proteção ao cerrado, cuja aplicação prática será regulamentada agora, em 11 de setembro, Dia Nacional do Cerrado. Serve de exemplo na proteção ambiental do País…” (Leia mais e comente a matéria)

AQUECIMENTO GLOBAL E ENERGIA SOLAR

16/07/2009

aqeucimento

Stephen Kanitz

“Achar que os chineses, indianos e brasileiros irão reduzir sua vontade de serem ricos, só para acalmar os ecologistas americanos que vão de seminário para seminário de avião, treinam nas esteiras de seus hotéis, fazem dieta porque são em média 30% acima de seu peso, é uma das maiores hipocrisias da história dos movimentos sociais.

Infelizmente, muitos intelectuais brasileiros aderem às ideias contagiantes norte-americanas sem pestanejar, sem ao menos exigir que os americanos e europeus recriem as suas florestas temperadas, antes de saírem defendendo a floresta tropical…” (Leia mais)

VIAJAR PARA DESTINOS PRÓXIMOS DE CASA É OPÇÃO PARA TER FÉRIAS SUSTENTÁVEIS

24/06/2009

ferias

Folha Online

“O livro “Como Viajar sem Prejudicar o Meio Ambiente”, editado pela Publifolha, defende que as viagens curtas, para destinos próximos de casa, são ótimas opções de descanso e diversão, além de serem mais baratas e amigáveis do ponto de vista ambiental…” (Leia mais)