Posts Tagged ‘Esperança’

JOVEM COM CÂNCER ÓSSEO DIZ QUE VIVEU ‘UMA VIDA COMPLETA’ EM TRÊS ANOS

27/07/2011

UM JOVEM AMERICANO QUE FALECEU DE CÂNCER TRÊS ANOS APÓS O DIAGNÓSTICO DEDICOU-SE A APROVEITAR AO MÁXIMO NO TEMPO QUE TINHA. EM SEU ÚLTIMO ANO DE VIDA, ELE SE APAIXONOU E CASOU-SE COM A NAMORADA, QUE FICOU AO SEU LADO ATÉ O FIM.

BBC  Brasil

“Alex Lewis foi diagnosticado aos 17 anos com câncer nos ossos e passou por um tratamento intensivo contra a doença, sem sucesso. Ele faleceu pouco depois do seu aniversário de 22 anos.

Durante os últimos três anos, ele experimentou o que muitas pessoas levam toda a vida para conseguir, inclusive conhecer e casar com o amor de sua vida.

A história de Alex foi tema do documentário “Alex: A Life Fast Forward” (Alex: Uma Vida Acelerada, em tradução livre), do canal de TV britânico BBC Three.

O garoto foi diagnosticado depois de sentir dor no braço por meses. “Ele jogava muito tênis de futebol americano, por isso imaginou que havia distendido alguns músculos,…” (Leia e comente)

Anúncios

PÂNCREAS ARTIFICIAL É ESPERANÇA PARA QUEM SOFRE DE DIABETES

15/04/2010

APARELHO MANTÉM O NÍVEL DE GLICOSE NO SANGUE EQUILIBRADO. OS TESTES FORAM FEITOS NO CONTROLE DO DIABETES TIPO 1.

Veja essa reportagem no vídeo abaixo:

OS TRÊS RENASCIMENTOS DE CLEIDE

07/02/2010

ELA DERROTOU O INIMIGO SORRATEIRO COM FORÇA DE LEOA. NO PRIMEIRO CÂNCER, SANGROU SANGUE DE MORTE. NO SEGUNDO, FOI MUTILADA. NO TERCEIRO, QUASE VIU O FIM. MAS NUNCA DESISTIU DE VIVER. CHOROU ESCONDIDA PARA NÃO FAZER SOFRER A QUEM AMAVA. ESTA SEMANA, EMBARCA
PARA SALVADOR E SE JOGARÁ NO CARNAVAL DA BAHIA:
“QUERO BEIJAR MUITO NA BOCA”

Correio Brasiliense – Marcelo Abreu

“Ela fala da vida com um encantamento que quase ninguém entende. Extasia-se com estrelas, até aquelas que mal aparecem no céu. Para diante de qualquer pôr de sol. Dá valor a coisa com que pouca gente se importaria. E aprendeu a não ter mais pressa. O relógio dela é acertado na velocidade que desejar. No começo da conversa, sentada no sofá da sala, ela diz: “Eu não me permito sofrer mais por nada”.

Cleide Ferrari Sabino é uma mulher que foi duramente testada três vezes pela vida. Venceu com força de leoa três cânceres devastadores. Foi mutilada. Aos 35 anos, na luta contra mais um tumor maldito, olhou-se no espelho e viu um corpo que não era seu. Faltava pedaço, o símbolo da feminilidade. Sentiu-se incompleta. Inferior a qualquer mulher. Como ficar nua diante do homem que a chamava de sua? Quis chorar. Chorou escondida, sempre escondida. Chorou até as lágrimas aprenderem a virar riso. E decidiu que recomeçaria, mesmo dilacerada. Levantou-se como fênix. Criou os dois filhos. Formou-os. Trabalhou (e trabalha) como nunca.

Na próxima quinta-feira, completamente curada, ela embarca para Salvador. Passará o carnaval, pulando de felicidade, ao som da banda Chiclete com Banana. Ela se perderá na multidão…” (Leia e comente)

DUAS CRIANÇAS PORTADORAS DO HIV ENCONTRARAM NA AMIZADE UMA ARMA NA LUTA CONTRA A DOENÇA

19/09/2009

hiv

“UNIDAS PELA DOR E PELA ESPERANÇA, ANA E DAVI PROTAGONIZAM
A MAIS COMOVENTE HISTÓRIA DE SOLIDARIEDADE E AFETO.
A VIDA DELAS É A PROVA DE QUE A BONDADE DO SER
HUMANO AINDA PODE TRIUNFAR”

Correio Brasiliense – Marcelo Abreu

“Há um mês, um anjo entrou naquela casa com cheiro de alfazema e paredes pintadas de verde, azul e laranja. Mudou a rotina de toda aquela gente. Não, não é uma história de faz de conta nem de fadas encantadas.

Aliás, esta história nada tem de mentirinha. É feita de dor, lágrimas, preconceito, quase fim, renascimento e uma esperança infindável. O anjo que chegou àquele lugar tem 7 anos, não anda, não fala, não enxerga. Mas escuta bem. É o sentido que o mantém ligado ao mundo. Que o faz sorrir. E o que o encanta…” (Leia mais e comente a matéria)