Posts Tagged ‘Rádio’

A ARTE DO PALHAÇO

22/11/2010

FAZER RIR É UMA DAS ARTES MAIS COMPLEXAS, E POUCOS A DOMINAM TÃO BEM QUANTO CESAR POLVILHO

Trip – Arthur Veríssimo

“Pessoas sérias e carrancudas deveriam frequentar espetáculos em que a comédia, o improviso e o humor manifestam-se. Basta acionar nossa memória atávica e resgatar lembranças: o Capitão Gay interpretado pelo Jô Soares, o Pantaleão e o Coalhada pelo mestre Chico Anysio, as impagáveis manobras do Bussunda, os delírios do Ronald Golias, as sacadas do Costinha, as ressacas da Catifunda, as brilhantes histórias do Monty Python, as confusões psicodélicas dos Três Patetas, de Oscarito, de Jim Carrey e tudo aquilo que Chaplin, o Gordo e o Magro e Buster Keaton realizaram.

Sou do tempo do Epaminondas e adepto da gargalhada. Outro dia, num domingão sapeando a TV, fui hipnotizado pelo programa Pânico na TV por um personagem surpreendente: o Ursinho Gente Fina, que seduziu o Brasil. Fui incumbido pela Trip de decifrar Eduardo Sterblitch, “aka” César Polvilho, Freddie Mercury Prateado, Serginho ex-BBB e, ufa, o Ursinho Gente Fina. Nosso encontro aconteceu primeiro em sua casa em Moema, São Paulo, e depois na Rede TV. Carioca, 23 anos, nosso Freddie Mercury Prateado possui um currículo turbinadíssimo: nove anos de aulas particulares de clown, oito anos de curso livre no Teatro Tablado e atividades multifacetadas em peças de teatro infantil e musicais femininos. Desde pequenino ele dublava Daniela Mercury e…” (Leia e comente a entrevista)

Anúncios

ROBERTO CARLOS EM PRETO E BRANCO

04/06/2009

Cheguei à centésima postagem. Uma vitória da necessidade de mostrar que existem boas notícias, boas histórias para cantar e serem contadas. Aquelas matérias que ficam escondidas nos rodapés das páginas, lá no cantinho, no finzinho de tudo. Gosto dessas! As que não vendem jornais, que não matam, que não degradam o meio ambiente, que não vibram com as tragédias alheias… Prefiro as que socorrem, as que riem…

Recebi um correio eletrônico da amiga Lílian Guimarães, lá de Brasília, é um vídeo que mostra o Roberto Carlos em início de carreira, gravado pela TV portuguesa RTP.
Quando jovem, nunca fui muito fã do RC, gostava mais do Led Zeppelin, Black Sabbath, Alceu Valença, Raul Seixas entre outros. Com a maturidade, você vai ficando mais perceptivo, e começa a lembrar das músicas que sua mãe ouvia pelo rádio, e que, por incrível que pareça, sabe todas as letras. Odair José, Ronnie Von, Antônio Marcos
e por aí vai…
Uma homenagem aos vários discos de vinil do rei, que herdei da Zezé (mãe) tempos atrás. (LA)