Posts Tagged ‘Sofrimento’

VÔO CEGO

08/11/2009

voo

“O QUE É A DEPRESSÃO, QUAIS SÃO SUAS CARACTERÍSTICAS E COMO LIDAR COM A PESSOA DEPRIMIDA”

Vida Simples – Rodrigo Levino

“Deixar as crianças na escola, trabalhar, cumprir prazos, horários, metas, lembrar a senha do banco, o vencimento das contas, atualizar o Facebook, checar e responder e-mails de trabalho e pessoais, ligar para os amigos, brincar com os filhos, ir ao cinema, enfrentar horas de engarrafamento, segurar o medo da insegurança, alimentar-se, dormir, acordar. E, por fim, estar pronto para um novo dia onde mais tarefas serão somadas à lista. Sim, nós podemos.

Mas e quando não conseguimos mais? E quando deixamos de acreditar que somos capazes de ao menos levantar da cama e cumprir o menor dos afazeres? Para além da contumaz preguiça de segunda-feira ou da impaciência que nos faz perder o ânimo de encarar o chefe, o trânsito ou o amigo carente que cobra atenção, é possível que a depressão tenha chegado e, com ela, a sensação de impotência descrita com simplicidade em janeiro de 2008, no diário da jornalista americana Daphne Merkin, 55: “Jamais conheci uma pessoa depressiva que quisesse sair da cama pela manhã – que não vivesse o raiar do dia como uma convocação para se enterrar ainda mais embaixo das cobertas”.

“A pessoa deprimida não consegue enxergar todas as coisas boas que a vida ainda pode lhe reservar”

Daphne sabe do que fala. Ensaísta, romancista, crítica literária e de cinema consagrada em publicações como a revista New Yorker e o jornal The New York Times, ela convive há 40 anos com a depressão. Alternando calmaria e recaída, vivacidade e fracasso, a jornalista confessa desejar que tudo fosse mais simples, “como engessar a mente até ela sarar,…” (Leia e comente)

Anúncios

ACEITAR É COMEÇAR A SER FELIZ

25/09/2009

ser feliz

“ACEITAÇÃO NÃO É COMODISMO OU FUGA, O ATO DA ACEITAÇÃO EQUIVALE A ENVOLVER COM AMOR PROFUNDO OS FATOS QUE NÃO PODEMOS ALTERAR E ENCARÁ-LOS COMO CIRCUNSTÂNCIAS
A SEREM VIVENCIADAS E VENCIDAS PARA O
FORTALECIMENTO DO NOSSO SER”

Vya Estelar – Carlos Hilsdorf

“Há momentos na vida, onde tudo parece estar perfeito, maravilhoso, melhor que o sonhado. Muitos desses momentos têm continuidade e nos permitem experimentar esta sensação de alegria profunda e realização, outros não. Alguns desses momentos são subitamente interrompidos por causas inesperadas, fatos inusitados e circunstâncias inimagináveis.

Uma amiga acaba de perder o bebê aos dois meses de gestação. Somente as mães compreendem em profundidade a dor oriunda de uma situação como essa. Nós exercitamos a empatia e imaginamos o que significa, mas por mais que nos sensibilizemos não podemos experimentar a mesma dor.

É conhecida a frase: a dor é inevitável, o sofrimento opcional. Nessas circunstâncias não é bem assim; para uma mãe ou futura mamãe que perde um filho em gestação, o sofrimento não é opcional, é uma realidade inevitável. Nessas circunstâncias, a frase deve ser adaptada para: “a dor é inevitável, a forma de enfrentar o sofrimento é opcional!”…” (Leia mais e comente a matéria)

LIBERTE-SE DOS TRÊS TIPOS DE SOFRIMENTO

24/06/2009

3 desejos

Vya Esterlar – Emilce Shrividya Starling

“A ignorância é como uma cegueira mental. Apesar de acumularmos muitos conhecimentos úteis durante nossa vida, não conseguimos aprender o mais importante dos conhecimentos: saber lidar com a impermanência dos estados de prazer, alegria e felicidade…” (Leia mais)

ENCHENTES NO NORDESTE

20/05/2009

ENCHENTES

Gente, vamos ajudar nossos irmãos nordestinos, que estão sofrendo com o excesso de chuvas, é só clicar em “Enchentes no Nordeste” (LA)